quinta-feira, 4 de abril de 2013

Poema para Eleonora

Dourados fios
reascendem planos
de aprendizes doçuras
flor cor-de-rosa
miudinha
brota dos impossíveis.
Yoko camina
en blanco y negro
por ti e em ti
leve, leve e fugaz
pluma de pensamentos
marca as palavras
con colores
inundando o caderninho
de esperanças laguneras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário